Bilionário Contrabando de Ouro em Terra Yanomami Desvendado pela Polícia Federal

0
100

Na mais recente operação da Polícia Federal, batizada de “Eldorado,” autoridades miraram um esquema colossal de contrabando de ouro. O ouro, extraído ilegalmente de garimpos, teria movimentado quase R$ 6 bilhões, envolvendo a entrada clandestina de ouro venezuelano no Brasil, disfarçado como pagamento por alimentos exportados por mercados de Roraima e do Amazonas.

A operação resultou na prisão preventiva de dois suspeitos e na realização de 40 buscas e apreensões em estados como Roraima, Amazonas, Goiás e Distrito Federal, emitidas pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Boa Vista (RR).

Segundo informações, as transportadoras contratadas escondiam o ouro contrabandeado em caminhões que entravam em Roraima sem os procedimentos legais e o pagamento de tributos. Posteriormente, o minério era adquirido por outros cúmplices e enviado para empresas de exploração de minério aurífero, que o utilizavam para efetuar pagamentos a supermercados e distribuidoras de alimentos.

O esquema não se limitava ao contrabando de ouro; também estava envolvido com a exploração ilegal de minérios nas Terras Indígenas Yanomami e em garimpos clandestinos em vários estados.

A investigação se desdobrou em várias operações, incluindo a “Lupi,” que visa esclarecer a atuação de uma organização criminosa dedicada à extração, comercialização e exportação ilegais de ouro, bem como à lavagem de dinheiro e bens de origem ilícita. Cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva foram cumpridos.

A Polícia Federal identificou que o ouro extraído ilegalmente de reservas indígenas e unidades de conservação federal era falsificado em documentos, alegando uma origem legal, antes de ser exportado.

Os suspeitos enfrentam uma série de acusações, incluindo usurpação, extração ilegal de minérios, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, receptação e organização criminosa, cujas penas somadas podem chegar a vinte e nove anos de reclusão.

A operação simultânea “Emboabas” também desarticulou esquemas de mineração ilegal de ouro e resultou em prisões e buscas em várias cidades. Essa ação identificou indícios de contrabando de ouro para a Europa e revelou a complexidade da rede criminosa envolvida.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Artigo anteriorExcessos de Estudantes em Competições Universitárias no Interior de SP Levantam Preocupações
Próximo artigoLuísa Sonza Recebe Onda de Apoio Após Revelar Traição em Carta Pública

Deixe uma resposta