Início Notícias Turista Americano Confessa Assassinato de Policial Italiano

Turista Americano Confessa Assassinato de Policial Italiano

Um turista americano com a idade de 19 anos confessou o assassinato de um policial italiano, disse a mídia italiana neste sábado, dia 27 de julho. O turista viajava com um amigo de 18 anos, que também foi detido por ter alegado participar do crime.

A vítima, Mario Cerciello Rega, 35 anos, foi esfaqueada até à morte no centro de Roma nas primeiras horas da manhã do sábado, poucas semanas depois de regressar da sua lua-de-mel. Ele foi chamado para o local após relatos de um roubo.

A mídia italiana inicialmente disse que os suspeitos de assassinato eram norte-africanos.

O que houve?

Os jovens encontravam-se na área de Trastevere para tentar comprar drogas. Segundo a agência noticiosa italiana Ansa, os rapazes teriam roubado uma mochila de um traficante de droga que lhes tinha vendido um produto falso. Alegadamente, ofereceram-se para lhe devolver a mochila, se ele lhes pagasse 100 dólares (£124; €111).

Enquanto esperavam, foram abordados por Rega e um colega, como parte de uma operação à paisana, porque a polícia tinha sido avisada sobre a troca de bolsas, informou Ansa.Seguiu-se uma briga, durante a qual Rega foi esfaqueada várias vezes. Ele foi levado ao hospital, mas morreu devido à gravidade dos ferimentos. Os dois americanos foram pegos em um hotel pela polícia na manhã de sexta-feira.

Quem foi a vítima?

O Vice-Brigadeiro Rega estava casado há apenas 43 dias e regressou da sua lua-de-mel apenas esta semana.

“Mário era um rapaz adorável”, confirmou Sandro Ottaviani, comandante da estação Farnese Carabinieri, da Piazza Farnese de Roma, como disse Ansa. “Ele nunca se deteve no trabalho e era uma figura carinhosamente respeitada por todo o distrito. Ele sempre ajudou a todos. Fez trabalho voluntário, acompanhando doentes a Lourdes e Loreto. Todas as terças-feiras ia à estação de comboios Termini para alimentar os necessitados”.

O seu funeral será realizado na segunda-feira, na mesma igreja em que se casou. O assassinato chocou a Itália e provocou tributos de todo o país.

Nas páginas das redes sociais, os Carabinieri prestaram homenagem à “dedicação incondicional e corajosa” de Mario Cerciello Rega, e disseram que sua perda seria sentida por seus 110.000 colegas de Carabinieri.

Deixe uma resposta

+ Recentes

+ Populares